Em 26 de janeiro de 2022, os últimos registros da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) revelaram que a Dragonfly Capital, uma instituição de capital de risco, está preparando um novo fundo.

Trata-se do Dragonfly Ventures III Feeder Fund, com um tamanho de até US$ 500 milhões. Este é o 100º novo fundo de criptomoeda lançado desde outubro de 2021.

De acordo com a observação do portal Lianxin, a partir de 2021, grandes capitais de risco, fundos, plataformas de negociação, entre outros, criaram novos fundos com exposição em criptomoedas.

Somente nos últimos quatro meses, 108 fundos de investimento em criptoativos foram criados angariando mais de US$ 37 bilhões.

Destes, 84 divulgaram claramente suas metas de investimento, abrangendo blockchain, Web3.0, DeFi, NFT, GameFi, DApp, Socialfi, cross-chain, metaverso etc.

Conforme destacou a Lianxin, entre os 108 fundos recém-criados, o campo de NFT assumiu a liderança. Ao todo, são 25 fundos focados em tokens não fungíveis. Enquanto isso, Gamefi e DeFi seguem de perto, com 22 e 21 fundos, respectivamente.

NFTs bombam

Mas não são apenas nos fundos que os NFTs estão bombando. De acordo com dados da GoinGecko, o valor de mercado global de NFT saltou de US$ 317 milhões no final de 2020 para US$ 12,72 bilhões atualmente.

Além disso, o mercado de NFTs cresceu mais de 310 vezes em relação a 2018.

Segundo o Token Terminal, o volume de transações do OpenSea, principal mercado de NFTs, já superou a marca de US$ 20 bilhões. O aumento é de 646 vezes em comparação com US$ 21,7 milhões em 2020.

Ainda, de acordo com a Reuters, somente no terceiro trimestre de 2021, as vendas de NFT ultrapassaram US$ 10 bilhões.

“Quando as pessoas estão imersas no boom do NFT e fantasiam ficar ricas da noite para o dia, o mundo capital também está olhando para esse ‘bolo da riqueza’”, destacou o portal sobre o boom dos NFTs.

Não só investidores de varejo, mas grandes empresas como A16z, Animoca e Coinbase Ventures, já entraram neste universo.

Da mesma forma, instituições de investimento tradicionais, como Sequoia Capital, Skybridge Capital e ARK, se renderam às criptomoedas.

Por: Luciano Rodrigues

LEIA MAIS

© 2022 | Investidor Matuto | Todos os direitos reservados Política de Privacidade Desenvolvido por